Sobre coragem - Exame de Faixa do Taekwondo – Ateliê Escola Viva

 
 
Coragem é quando, num sábado de manhã, vestimos o nosso dobok branco.
 
Dia de mostrar às famílias, amigos e aos mestres que o Taekwondo é um desafio que requer disciplina, foco, determinação, esforço, atenção, equilíbrio, precisão; dia de entender que o Taekwondo é a arte de crescer dentro de si mesmo.
 
“Você já fez a prova ao longo de todos estes meses; hoje você só vai entregá-la ao seu professor” – disse um dos mestres para tranquilizar um de seus alunos. O exame de faixa não é um simples teste, mas um importante ritual que nos revela coisas importantes sobre o percurso, sobre quem somos e o que nos levou até ali.
 
Cada ataque, defesa ou forma carrega um desafio muito particular de cada praticante. Muitos deles, senão todos, que levamos de fora para dentro do tatame, e que, de dentro para fora, vamos conseguindo superar.
 
Ser aluno de Taekwondo é muito mais que aceitar regras e uma hierarquia, vencer ou perder uma luta; é, sobretudo, aceitar-se, entender-se, vencer-se. Deixar de lado os olhares que vêm de fora e concentrar-se no olhar para dentro é tarefa árdua de gente que pode ser pequena por fora, mas corajosa por dentro.
 
Coragem: é quando despimos a nossa roupagem interna e descobrimos, com muito treino, dedicação e empenho, que os nossos bloqueios podem ser superados, que as possibilidades podem ser infinitas e que não há limites para crescer.
 
 
Flávia Elisa Pereira – professora do Fundamental 1 da Escola Viva e aluna de Taekwondo